Os sete membros do SuperM –  super grupo da SM Entertainment e Capitol Records – são artistas talentosos por seus próprios méritos.

Os membros do grupo são alguns dos artistas mais habilidosos da história do K-pop; Kai e Baekhyun são do EXO, Taemin é do Shinee e Lucas, Taeyong, Mark e Ten são do NCT e sua subunit chinesa WayV, respectivamente.

Quando eles unem forças como SuperM, no entanto, o resultado é incendiário – vocais sobrenaturais se misturam ao rap indomável para criar performances poderosas que deixam os espectadores desnorteados muito depois de o grupo ter deixado o palco. Não acredita em mim? Apenas observe o grupo apresentar seu poderoso hino “100” e prepare-se para se sentir absolutamente eufórico.

Faz menos de um ano desde sua estreia, mas o SuperM já fez história ao se tornar o primeiro grupo de K-pop a estrear em primeiro lugar na parada de álbuns da Billboard 200 com o lançamento de seu EP ‘SuperM – The 1st Mini Album’. É uma conquista que o membro mais jovem Mark credita em parte a seus fãs, que se uniram de vários fandoms para apoiar sua estreia; também foi uma grande fonte de inspiração para o SuperM trabalhar ainda mais duro para que seu próximo álbum fosse ainda melhor que o anterior.

Agora, SuperM está de volta com seu primeiro álbum completo, Super One, lançado no dia 25 de setembro.

Também conhecido como hoje! Com o mundo atualmente bloqueado devido à pandemia, o desejo do SuperM era criar um álbum que encorajasse os fãs e, de acordo com Kai, “[os] levasse a um lugar de esperança”. O álbum de 15 faixas ainda inclui o som poderoso característico do grupo com músicas como “One” e “100”, mas também destaca o lado mais suave do SuperM com faixas como o gospel-infused “Better Days” gospel e funky “Together at Home” também.

Nos sentamos com o SuperM para uma entrevista numa mesa redonda para discutir seu novo álbum, Super One, e como eles esperam que sua mensagem geral de união traga conforto aos fãs ao redor do mundo durante a pandemia.

  1. Após o lançamento de seu primeiro EP estreando em primeiro lugar na parada Billboard Hot 200, você sentiu algum tipo de pressão enquanto se preparava para lançar este álbum?

Mark: Foi nosso primeiro lançamento de EP, sabe? Por isso, ter essa conquista do primeiro lugar em si foi uma honra. Foi nosso primeiro EP como SuperM e ter nossos fãs realmente juntando suas forças para nos apoiar foi muito bom, então isso nos motivou a trabalhar mais duro neste álbum. Colocamos nesse álbum o dobro de esforço que investimos em nosso último álbum, então acreditamos que a qualidade subiu muito também. Mal podemos esperar para que os fãs também ouçam Super One agora.

  1. O que levou vocês a decidirem combinar duas músicas juntas para fazer a sua faixa-título “One”? Faz lembrar a canção “Sherlock” do Shinee!

Taemin: Quando eu gravei “Sherlock” com Shinee naquela época, foi uma das primeiras vezes que fizemos isso [tipo de criação de música híbrida], por isso me pareceu muito experimental. Naquela época, eu estava um pouco preocupado sobre como iria soar no final do processo de gravação, mas acho que depois de gravar [esse tipo de música] com “Sherlock”, eu pude ver como essa música viria a ser como “One”. Muitas pessoas podem pensar que misturar duas músicas é uma tarefa difícil, mas fomos capazes de fazer isso e estou muito feliz com os resultados.

  1. Qual é a sua faixa favorita no novo álbum?

Baekhyun: “Big Chance” é minha favorita. Eu pessoalmente gosto de arriscar e procurar grandes oportunidades, então apenas o  título em si já chamou minha atenção.

Taemin: Eu provavelmente diria “Wish You Were Here”. Na verdade, acho que essa também teria sido uma ótima faixa-título. Eu pessoalmente acho que todos os membros fizeram um ótimo trabalho na gravação [dessa música] e eu amo como ela soa. Esta música é, na verdade, uma das mais inesperadas do SuperM, porque o público geralmente espera uma música de performance pesada e eu acho que a mensagem nela é aquela que realmente reúne todo o álbum e transmite a mensagem que esperamos transmitir com o Super One .

Kai: “Tiger Inside” é uma das minhas favoritas porque quando você a ouve, você se sente energizado e sente aquela força vinda da música. E eu sinto que é uma música que mostra todos os membros muito bem.

Mark: Sinceramente, também gosto de “Wish You Were Here”, mas vou dizer que gosto muito de “Infinity” agora. “One” é uma música que combina “Infinity” e “Monster”, mas sinto que “Infinity” tem sua própria história e dinâmica e você pode sentir um lado diferente [dela] do que se pode sentir de “One” quando você a ouve.

Taeyong: Vou escolher “Together at Home” porque gosto dessa mensagem. Superar esta situação e—

Mark: Netflix.

Taeyong: E ​​apenas Netflix.

Lucas: Pessoalmente a minha favorita é “So Long” porque a melodia é muito viciante, assim que você a escuta, ela te prende imediatamente. Eu realmente acho que é uma música que todos os fãs irão apreciar.

Ten: “Infinity”! Como Mark disse, a dinâmica e a narrativa foram excelentes nessa faixa. Além disso, eu tive muita sorte de tentar esse tipo de estilo de rap/vocal que eu queria tentar há muito tempo em “Infinity”, então gostei muito de gravá-la.

  1. O que vocês aprenderam sobre si mesmos ao criar o Super One?

Baekhyun: Uma das novas coisas que aprendi enquanto me preparava para este álbum em particular foi que fomos capazes de estender nossos limites ainda mais. Como vocês sabem, lançamos “100”, “Tiger Inside” e agora estamos lançando a faixa-título “One”. Cada uma dessas músicas tem um conceito e coreografia excelentes –  juntar tudo isso foi realmente desafiador, para ser sincero. Acho que isso foi algo que aprendi quando fomos capazes de nos reunir como um grupo e enfrentar isso juntos.

  1. Considerando que cada membro vem de outro grupo principal, como você pode garantir que cada membro tenha seu momento de brilhar no Super One?

Lucas: Visualmente, todos nós temos uma estética diferente que acompanha o nosso estilo individual e acho que isso aponta para cada um de nossos encantos. Em nosso próximo videoclipe de “One”, todos nós tínhamos designs e cores diferentes, mas tudo ainda estava conectado. Sinto que, através desses pontos que damos através da nossa arte, acrescenta um encanto para cada um de nós.

  1. Super One apresenta uma maior variedade de estilos e influências musicais do que o primeiro álbum de vocês. Como vocês acham que a identidade musical do SuperM cresceu com este novo álbum?

Taemin: Eu diria que ao montar este álbum, fomos capazes de [trazer uma maior sensação de] harmonia entre os membros do que fizemos inicialmente. Todo mundo é tão habilidoso, mas com este álbum, fomos capazes de experimentar mais e testar esses diferentes gêneros e ver como tudo se junta.

(Não tem 7., no próprio artigo já vai do 6. ao 8.)

  1. Qual música do álbum você pessoalmente passou a se apaixonar ainda mais com o tempo, e o que fez você se apaixonar por ela?

Ten: Eu escolheria nossa ballad “Better Days” porque no início, quando eu ouvi a música, ela parecia um pouco antiga – sério, parece que é dos anos 90, uma música pop muito antiga. Mas depois que gravamos, percebi que a música vai bem conosco e o conceito que queremos lançar, porque a letra é muito curativa. Eu acho que quando você ouve “Better Days” você pode obter essa energia de que estamos juntos, podemos fazer um dia melhor.

  1. O SuperM tem todos esses meios de transporte que são apresentados ao longo dos seus videoclipes. Numa época em que não podemos viajar e o mundo está separado, o que isso representa para vocês e como vocês querem que isso seja transmitido no álbum?

Kai: Se você olhar para os nossos videoclipes anteriores, verá que há helicópteros, tanques e muitos carros. Acho que isso vai muito bem com o conceito do SuperM como um grupo. É por isso que esses meios de transporte foram meio ilustrados por meio de nossos videoclipes em nossas músicas anteriores. Não podemos viajar agora por causa da pandemia e tudo o que está acontecendo, mas realmente esperamos que, assim como esses meios de transporte o levam a algum lugar, que este álbum possa ser aquele meio de transporte para levá-lo a um lugar de esperança e para um lugar mais alto onde todos possam se divertir e ser felizes.

  1. Olhando para trás em todas as suas jornadas até agora, qual evento você considerou um fracasso na época, mas agora você sente que no final das contas o levou ao sucesso hoje?

Taeyong: Como artistas, quando começamos nossas carreiras, não posso deixar de sentir que muitos dos momentos que passamos parece que ainda estamos tentando chegar lá, ou como se ainda não estivéssemos totalmente lá. Há muitos momentos em que pode ter parecido um fracasso, mas na verdade tudo foi um passo para construir o que temos agora.

Mark: Quando eu debutei pela primeira vez, meu cabelo era muito curto, então minha franja estava acima da minha sobrancelha uns dez centímetros e eu honestamente odiei durante minha estreia. Mas voltando a isso agora, eu sinto que estava tudo bem.

Taeyong: Foi fofo!

Mark: Era apropriado só para essa idade, sabe! Apenas para aquela época da minha vida.

Ten: Como Mark, comigo foi o mesmo. Durante os dias de estreia como “The 7th Sense”, quando vi meu próprio cabelo, pensei: “Isso não vai funcionar”. Mas agora eu sinto muita saudade; eu tenho que ter [o cabelo daquele jeito] logo!

Mark: O cabelo é um fator importante para uma estreia para nós!

  1. Mark e Taeyong, vocês escreveram e produziram nos dois últimos álbuns. Quando vocês estão escrevendo uma música como “100” ou “Together at Home”, como é o processo criativo?

Mark: Mais importante ainda, sinto que sempre que temos que criar ou produzir algo para nossos raps e fazer rap, o tema principal e o significado são o que é mais importante. Este álbum em particular, para “100” ou qualquer outra música, o significado principal de todo o álbum é realmente trazer esperança e encorajar as pessoas que o uníssono é a única maneira de passarmos por isso e por todos os nossos problemas. Então, meio que usamos esse tema, de certa forma, para interpretar cada música. Então, para “Together at Home”, realmente como se estivéssemos todos juntos em casa, então quais são os benefícios e quais são os bens que podemos tirar disto? Quais são as maneiras de nos conectarmos por meio de nossas músicas enquanto estamos em casa e tudo mais? Então eu sinto que esse processo funcionou para todas as outras músicas e nós gostamos disso enquanto fazíamos os raps também.

Taeyong: Além disso, o mais importante são as performances. Desta vez, Taemin hyung consertou nossa coreografia [para que tenha] mais detalhes. Acho que, desta vez, nossa performance é realmente incrível, ótimo e intocável. Acho que estou muito animado – por favor, esperem por isso. Obrigado!

  1. Qual é o ingrediente chave necessário para transformar uma música em uma música do SuperM?

Kai: Os encantos individuais de cada membro são um ingrediente principal, mas se eu tivesse que adicionar mais uma colherada, seria a produção e direção de nosso produtor executivo Lee Soo Man. Como vocês sabem, o SuperM é um grupo muito forte com suas performances, então esse é um ingrediente muito importante para se fazer uma música do SuperM.

  1. E, finalmente, como o SuperM evoluiu desde sua estreia juntos?

Baekhyun: Com este novo álbum, especialmente apenas o processo de gravação, fomos capazes de enfatizar a mensagem dentro do álbum. Todas as músicas têm sua própria mensagem, mas Super One é sobre união e sermos unidos. Acho que em termos do som da música em si, queríamos ter certeza de transmitir uma mensagem de positividade ao invés de apenas focar apenas na performance. Este foi um álbum em que fomos capazes de nos concentrar mais nas mensagens, então acho que amadurecemos nesse sentido.

Categorias: Uncategorized


Sobre o Portal

Nome: Ten Brazil
Url: tenbrazil.com/
Status Ativo
Visitas:
Host: Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy

 

Somos um fã site não-oficial e sem fins lucrativos. Tais notícias, traduções, vídeos e imagens pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Nós não reivindicamos direito de nenhuma foto em nossa galeria. As imagens pertencem aos seus respectivos donos e estão sendo usadas de acordo com a lei americana de Fair Use §107.